Acessos continuam sob pedras na Av. Nove de Abril

Em alguns trechos, a situação permanece igual à de uma semana atrás, mesmo após promessa de melhores condições para cadeirantes e deficientes visuais

Embora a Prefeitura tenha anunciado, no último dia 1º, que tomaria providências quanto aos transtornos provocados pelas reformas na Avenida Nove de Abril, pouca coisa mudou em relação aos acessos para portadores de necessidades especiais. Na quinta-feira, dia 8, a reportagem do Povo de Cubatão constatou que várias pedras ainda cobriam passagens de pedestres, colocando em risco cadeirantes e deficientes visuais que trafegam pelo local. Em alguns trechos da via, foram improvisadas rampas de madeira no canteiro central.

Há uma semana, foi informado que, para o secretário municipal de Obras, Silvano Lacerda, “alguns transtornos causados pelas obras podem ser considerados inevitáveis”, ponderando que “isso não significa que as pessoas tenham de enfrentar problemas de acessibilidade e circulação ou até corram riscos de acidentes durante a realização das obras”.

Entretanto, os problemas persistem. Uma das vítimas foi o aposentado Cícero Luiz dos Santos, que levou um tombo na avenida, ao tropeçar numa das pedras. Na queda, foi projetado em direção ao meio fio, colidindo contra um carro estacionado. “Fiquei com o lado direito todo dolorido. Sinto muita dor no braço. Estou à base de analgésicos”, conta.

Segundo a Prefeitura, a Termaq teria de solucionar até a última sexta-feira, dia 2, os problemas de acessibilidade causados pelas obras, visando principalmente a segurança de idosos, portadores de necessidades especiais, mulheres com carrinhos de bebê ou de compras. “Por isso, foi determinado à empreiteira não só a delimitação de acessos, mas, também, seu nivelamento”, constava em nota.

Interdição
A avenida será interditada no trecho entre as ruas Bernardino de Pinho Gomes e São Paulo, a partir das 10 horas desta sexta-feira, dia 9, apenas no sentido bairro-indústria, para trabalho de recapeamento. A previsão, segundo a Prefeitura, é de que, até o fim da segunda-feira, dia 12, o trânsito seja liberado.

A equipe de operação da CMT (Companhia Municipal de Trânsito) recomenda que os motoristas evitem a região do Centro durante a interdição. Já os veículos do transporte público (municipal e intermunicipal) circularão por uma rota alternativa, pelo seguinte trajeto: Avenida Nove de Abril, Rua Bernardino de Pinho Gomes, Rua Santos, Rua Armando Sales de Oliveira, Rua São José, Rua São Paulo e Avenida Nove de Abril. No sentido indústria-bairro, não haverá mudanças no itinerário.

Arlindo ou Nei Serra ?

PSDB consultará opinião da população, para saber se disputará com Nei ou Arlindo.

 

O atual vice-prefeito de Cubatão, Arlindo Fagundes Filho, e o ex-prefeito do município, Nei Eduardo Serra, são os únicos pré-candidatos a prefeito pelo PSDB para as eleições de 7 de outubro de 2012. O ex-prefeito José Oswaldo Passarelli e o professor Ademir Pires, que também haviam colocado os seus nomes à disposição do partido, decidiram se retirar do processo em favor da unidade partidária e da realização de uma consulta ampla à população cubatense por meio de uma pesquisa de opinião.

Essa informação foi divulgada na segunda-feira (4) pelo presidente do diretório municipal do partido dos tucanos, Ademário da Silva Oliveira, coordenador do processo de escolha das candidaturas locais, seguindo as orientações da Coordenação Regional do PSDB na Baixada Santista. “Nosso partido tem pressa para definir o nome do pré-candidato a prefeito, porque estamos conversando e articulando com outras legendas da cidade, a formação de uma aliança que devolva Cubatão verdadeiramente para todos os cubatenses”, destacou Ademário Oliveira.

A escolha do prefeiturável do PSDB será definida por meio de consultas de opinião na cidade e o nome mais indicado nesse processo terá o apoio dos pré-candidatos que se apresentaram aos colegas de partido e submetido aos pré-candidatos de outras legendas partidárias. Ademário disse também que o objetivo é “envolver toda a comunidade na divulgação de nomes importantes e reconhecidos da vida da cidade, para ter uma candidatura capaz de agregar mais apoios e de vencer as eleições municipais de 7 de outubro deste ano”.

PT é o adversário

O encaminhamento para esse resultado aconteceu durante encontro promovido pelo Coordenador Regional do PSDB na Baixada Santista, Edmur Mesquita, com as participações dos quatro então postulantes à disputa da Prefeitura de Cubatão pelo partido dos tucanos, além do presidente do diretório municipal, Ademário da Silva Oliveira e do membro dos diretórios estadual e nacional do PSDB, Raul Christiano. Essa reunião foi na sede do PSDB de Santos, escolhida por ser um local neutro, no último domingo.

A decisão desse encaminhamento político foi unânime, sendo comemorada como um grande esforço para unir todas as forças do partido em torno de uma candidatura para ser vitoriosa nas eleições de 2012. José Oswaldo Passarelli e Ademir Pires pediram para que os seus nomes fossem incluídos como pré-candidatos a vereador na Convenção Municipal programada para o mês de junho, de acordo com o calendário eleitoral.

Mulheres à frente do esgoto

A agente de saneamento Beatriz Salvador Dias é a única mulher que trabalha com desobstrução de esgoto.

Mesmo em um ambiente masculino, como tratamento ou manutenção da rede de esgoto, as mulheres ganham espaço

O mercado de trabalho já não tem mais distinção entre homens e mulheres. Áreas quase sempre ocupadas pelo público masculino, como o setor operacional, também estão sendo preenchidas por mulheres. O setor de manutenção e operação de saneamento, que exige, muitas vezes, força física e proximidade com o esgoto já tem o toque da força feminina.

Exemplo disso é a técnica em sistema de saneamento da Sabesp, Melissa Sabrina Gallo, que atua na operação da Estação de Tratamento de Esgoto de Vicente de Carvalho, em Guarujá. Ela, junto com outros funcionários, é responsável por manter a operação da estação e o funcionamento pleno para o tratamento do esgoto produzido e coletado em Vicente de Carvalho.

“Temos aqui uma rotina de atividades de pequena manutenção e acompanhamento do funcionamento da unidade. Ver o tratamento funcionando é muito emocionante, desde a entrada do esgoto até o momento que o efluente tratado sai da estação. Realmente é interessante acompanhar esse processo”, explica Melissa, que é formada em técnica em Química.

O mundo do saneamento ambiental entrou há pouco tempo em sua vida. Cabelereira por muitos anos trabalhou em diversos salões até ingressar na Sabesp. Acabou trocando os salões para trabalhar com o tratamento de esgoto. “A família e os amigos sempre têm muita curiosidade de saber o que faço e como é o tratamento. Na verdade, é um trabalho como outro qualquer. A diferença é que o ambiente do salão é mais feminino, do que a área industrial”, destaca.

A agente de saneamento Beatriz Salvador Dias é a única mulher que trabalha com desobstrução de esgoto em São Vicente. Ela chegou a trabalhar com reparo de cavalete de água, mas acabou atuando mesmo com esgoto. “É muito diferente de outras profissões, mas me adaptei muito bem com a desobstrução e gosto de fazer isso. Quando comecei não fiquei com medo, na verdade, não conhecia nada deste serviço”, diz.

Segundo ela, quando chega na casa de um cliente as mulheres olham com admiração. “Muitas olham com admiração por ter uma mulher mexendo com a desobstrução de esgoto e chegam a perguntar como é a rotina e têm curiosidade sobre o serviço. Já alguns homens chegam a ficar mais surpresos com isso”, diz Beatriz.

Para realizar a desobstrução, é utilizado um caminhão com jato de alta pressão, que permite a retirada de lixo e o acúmulo de óleo jogado inadvertidamente nas redes de esgoto. “Muitas vezes explico aos amigos que não entro na rede de esgoto, são utilizados equipamentos que fazem o serviço. Estou adaptada ao trabalho”, conta.