São Bento ainda não instalou controle eletrônico de estudantes

Estudantes cubatenses foram pegos de surpresa com a informação dos cortes.

Sob pressão dos estudantes usuários, foi suspenso o plano da Secretaria Municipal de Educação de Cubatão – SEDUC de cortar os nomes de 362 inscritos, que são passageiros dos ônibus da empresa Viação São Bento, contratada para levá-los gratuitamente às faculdades de Santos, São Vicente, Guarujá e Praia Grande. No final da semana passada essa medida foi anunciada para começar a valer nesta terça-feira (10), porque segundo os coordenadores do Serviço de Bolsas e Passes foram constatadas faltas contínuas dos estudantes. O controle é falho e só chegaram a essa decisão com base em denúncias e inspeções surpresa de fiscais da SEDUC. Isso porque a Viação São Bento não instalou até hoje o sistema de controle eletrônico de passageiros, com cartão magnético apropriado, previsto no contrato renovado em agosto do ano passado.

Mas essa decisão de suspender o transporte dos “faltosos” foi adiada para 30 de abril, cabendo aos estudantes que se sentiram prejudicados entrar com recursos contra a decisão da SEDUC, justificando e comprovando que não deixaram de utilizar o sistema em três ou mais dias da semana durante o mês de março, até a próxima sexta-feira (13), diretamente, das 9 às 16 horas, no Serviço de Bolsas e Passes da SEDUC (Praça dos Emancipadores, s/n.º, Centro) ou pelo endereço de correio eletrônico: educacaco@cubatao.sp.gov.br. O formulário do requerimento está disponível em http://bit.ly/RecursoTranspUniv .

Pressão – Os representantes dos estudantes usuários e da diretoria da Associação dos Estudantes de Cubatão – AEC que foram recebidos na parte da manhã desta terça-feira (10), pelo prefeito Ademário Oliveira, em companhia do secretário de Educação, Pedro de Sá Filho, e dos vereadores Érika Verçosa e Márcinho Silva Nascimento, membros da Comissão de Educação da Câmara, e conseguiram barrar a decisão, são favoráveis a um controle mais eficiente da frequência e da transparência em relação à lista de espera. E propuseram a indicação de monitores voluntários.

Pedro de Sá disse que a fiscalização de frequência ao transporte será permanente e sem prévio aviso. Concordou com a proposta dos estudantes, no sentido de que sejam indicados, entre os usuários, monitores voluntários e que a fiscalização seja feita tanto na ida, como no retorno.

Por sua vez, o prefeito Ademário de Oliveira afirmou que a administração municipal está desenvolvendo gestões no sentido de que a São Bento implante o controle eletrônico dos usuários, o que reduzirá bastante as falhas na fiscalização de frequência. O prefeito lembrou aos universitários que sempre manterá aberto o diálogo. “Queremos resolver os problemas para evitar injustiças. Vamos buscar sempre o aprimoramento do sistema”, enfatizou.

Cubatão é, hoje, a única cidade da Baixada onde o transporte universitário é totalmente custeado com recursos da Prefeitura. São 21 ônibus, que transportam 900 universitários às unidades de ensino superior da região.

Atualmente, 360 estudantes estão na lista de espera de credenciamento. Segundo a SEDUC, a constatação de que muitos veículos estavam circulando com baixa frequência levou à criação de uma força-tarefa para fiscalização, constatando em março, faltas frequentes dos 362 estudantes que perderiam o direito ao transporte, e poderiam abri vagas para um universitário da fila de espera.

No dia 18 de abril, às 15 horas, serão divulgados os resultados das análises dos recursos , bem como as demais pendências e propostas relacionadas ao assunto.

Prefeito eleito de Cubatão anuncia equipe de governo

Nova equipe é técnica e tem experiência comprovada. Foto: Aderbau Gama

Nova equipe é técnica e tem experiência comprovada. Foto: Aderbau Gama

O prefeito eleito de Cubatão, Ademário da Silva Oliveira (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (28) a sua equipe de governo, justificando que a escolha foi baseada na identificação de técnicos com experiência comprovada em cada uma das áreas de atuação. “Busquei pessoas que também preenchessem os requisitos FHC – Fidelidade, Honestidade e Competência, para enfrentar a situação de crise financeira da Prefeitura, sem precedentes, com uma dívida estimada em R$ 500 milhões. E essas pessoas, não importa a localização domiciliar delas neste momento, são as mais capazes e dispostas a nos ajudar nesse enfrentamento, combate e, esperamos muito, vitória”, enfatizou Ademário no auditório da Câmara Municipal de Cubatão, para a imprensa, vereadores reeleitos e eleitos, representantes de entidades da sociedade civil e correligionários políticos.

O próximo prefeito de Cubatão assumirá o cargo neste domingo (1 de janeiro), em solenidade de posse na Câmara às 18h00 e de transmissão da função exercida interinamente pelo vereador Aguinaldo Araújo (PDT), no Bloco Cultural do Paço Piaçaguera, às 19h00. E, durante a entrevista coletiva para o anúncio dos nomes dos seus secretários, Ademário Oliveira confirmou a sua promessa de austeridade, reduzindo o número de nomeados do 1.º escalão da Prefeitura, dos 23 atuais para 16, sendo que haverá secretário acumulando até três pastas.

Economia – A princípio pode parecer pequeno o impacto econômico e financeiro de ter sete secretários a menos: cerca de R$ 70 mil/mês correspondentes aos salários que a Prefeitura não precisará pagar, como faz na atual configuração administrativa. Mas há um dado bastante relevante, quando se toma como referência a decisão do prefeito eleito de congelar a nomeação dos demais cargos de confiança (COs) por 100 dias, que produzirá uma economia de R$ 2 milhões no período.

“Nomearemos apenas os chefes de departamentos e assessores de natureza estratégica e os mais essenciais nesses 100 dias, por medida de economia. Dos atuais 168, decidimos preencher no máximo 30% deles”, explicou Ademário Oliveira.

Equipe anunciadaGoverno (Chefia de Gabinete), Cesar da Silva Nascimento; Assuntos Jurídicos (acumulando Auditoria e Controladoria), André Castro Oliveira; Procuradoria-Geral, Rogério Molina Oliveira; Subprocuradoria-Geral, Fábia Margarido; Planejamento, Pedro de Sá Filho; Assistência Social, Sebastião Ribeiro do Nascimento, o “Zumbi”; Segurança Pública e Cidadania (acumulando a CMT – Companhia Municipal de Trânsito), Jefferson Dias Gomes Neves Cansou; Comunicação Social, Renata Rocha; Manutenção e Serviços Públicos (acumulando Emprego e Desenvolvimento Sustentável), Juliana Soares João; Meio Ambiente (acumulando Turismo e Esportes), Mauro Haddad Nieri; Gestão, Ivani Maria Bassotti; Finanças, Maurício Stunitz Cruz; Habitação (acumulando Obras), Benaldo Melo de Souza; Educação (acumulando Cultura), Raul Christiano; Saúde, Sandra Furquim; Caixa de Previdência dos Servidores, Lucidalva Oliveira Almeida Santos; e CURSAN – Companhia Cubatense de Urbanização e Saneamento, Edson Salvo Melo.