POVOEDIÇÃO478

POVOEDIÇÃO476

Greve na Educação cubatense

Durante a cerimônia, foi realizada a entrega de uma placa de homenagem ao Grupo Cesari.

O ano letivo na rede municipal de ensino de Cubatão está previsto para começar na próxima quinta-feira (8), mesmo dia da assembleia geral dos professores, que vai decidir pelas respostas devidas pelo prefeito Ademário Oliveira e seu secretário Pedro Sá (Educação). Mas as aulas estavam programadas para começar nesta terça-feira (6) e só não aconteceu porque foram registrados muitos erros na atribuição das aulas (uma mesma sala foi atribuída duas vezes, por exemplo), fruto do “modelo Cidade Educadora”, instituído pelo secretário municipal de Educação, que tem dito que o ano passado foi “um ano perdido”, apesar de não ter registrado os mesmos erros atuais.

A greve está programada para depois do Carnaval e por tempo indeterminado, se o diálogo não for restabelecido. E duas informações de bastidores revelaram que as famílias das mais de 15 mil crianças e adolescentes da rede municipal de ensino podem ser mesmo prejudicadas, porque a greve parece inevitável: a administração municipal cogita, com o apoio da Câmara de Vereadores, criar um modelo de “contratação temporária”, com professores indicados politicamente, para substituir os grevistas; e o discurso do prefeito Ademário, na entrega e apresentação das reformas da UME Jayme João Olcese, ressaltando que “Cubatão não será a escória da Baixada Santista, porque tem história e tradição (…)” e que “as portas das ruas serão a serventia” dos que discordarem das ideias do seu governo para a Educação cubatense.

Local do discurso – O discurso de “bota fora aos discordantes”, do prefeito Ademário, nesta terça-feira (6), diante da diretoria e colaboradores do Grupo Cesari, autoridades do governo municipal, pais, alunos e funcionários da escola, foi aplaudido pela equipe da sua confiança, mas incomodou aos educadores presentes. Vídeos e comentários se espalharam pelas redes sociais, fomentando o impasse. O momento era de festa e de destacar o exemplo da primeira empresa – Cesari – a atender a Prefeitura, antes mesmo dela lançar o projeto “Adote uma Escola”. A UME Jayme Olcese reúne 230 estudantes e foi interditada pela Prefeitura Municipal de Cubatão, em janeiro de 2017, devido às más condições das salas de aula e das áreas comuns.

“Por acreditar que a educação é um fator de transformação social e por se preocupar com a formação dos jovens, a Cesari, ao ver a necessidade dos munícipes da cidade e a pedido do Governo Municipal, realizou a reforma integral da instituição de ensino por mais de 150 dias. Com isso, houve revitalização da fachada externa, salas de aula, pátio, jardim e quadra poliesportiva. Além disso, foram feitas readequações de sinalização e segurança, obtendo assim o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB)”, divulgou a empresa cubatense nas redes sociais.

Primeira assembleia do ano – Na última quinta-feira (1), reunidos no portão de entrada da UME Bernardo José Maria de Lorena, na Vila Nova, os professores da rede municipal aproveitaram as presenças do secretário de Educação, Pedro Sá (PTB), e do vereador Toninho Vieira (PSDB), para cobrar compromissos que o secretário e o prefeito haviam assumido em dezembro, da revogação de decretos de organização do funcionamento das suas jornadas.

Essa situação traz muita insegurança para os pais das crianças, que diante do impasse entre a Prefeitura e os professores, não conseguem planejar a vida de seus filhos no início de 2018 nas escolas locais. O final do semestre passado já havia sido conturbado por conta da elaboração de novos decretos sem que as suas bases fossem amplamente discutidas com os principais atingidos, neste caso os professores.

Os decretos reduzem atribuições de aulas, afetam a remuneração salarial mensal e não permitem a incorporação para efeito de aposentadorias. Esses mesmos decretos anulam iniciativas firmadas pelo governo da prefeita Marcia Rosa (PT), em 2010, que segundo a equipe do prefeito Ademário, na Procuradoria Geral e nas secretarias de Gestão e Educação, contrariam a legislação municipal e favorecem interpretações que privilegiou muitos servidores da Educação em suas respectivas aposentadorias.

Estado de greve – Desde quinta-feira a Educação cubatense está em estado de greve. A exigência, conforme apurado das falas dos professores e de representantes do Sindicato e de grupos de apoio da categoria, é pelo recuo do governo Ademário em suas medidas e pelo reconhecimento da ampliação como jornada de trabalho. Com isso, “o desconto para a Caixa de Previdência deve ser sobre a jornada do professor, garantindo que o cálculo das aposentadorias sejam feitos de acordo com a lei, considerando os últimos 180 meses, com o aproveitamento de 80% das melhores contribuições e descartando 20%”.

Os professores alegam que as mudanças na base previdenciária e da assistência médica que estão sendo impostas pelo governo Ademário Oliveira “são flagrantemente ilegais e ferem as leis 22 e 3039, que definiram anteriormente com maior clareza a jornada de trabalho e a base de cálculo para aposentadoria. Enquanto o governo do Estado, do mesmo partido do prefeito reconhece a ampliação de jornada, Ademário e Pedro Sá nos tira, sem base legal”.

Jornalista Paulo Schiff assume editoria política do Povo

Compromisso com a verdade. (Foto: Boqnews)

O jornal “Povo de Cubatão” dá boas-vindas ao jornalista Paulo Schiff. Ele está assumindo a Diretoria de Redação do tradicional semanário cubatense, acumulando a editoria política. Ele tem 66 anos, é engenheiro civil e jornalista, tendo trabalhado em TV, rádio, jornal impresso e atua no ramo jornalístico há mais de 30 anos.

Entre os anos de 1983 a 1986, Paulo Schiff ocupou seu único cargo público de carreira, como diretor do escritório regional de planejamento da Baixada Santista e Vale do Ribeira, durante o governo Franco Montoro. E foi candidato a prefeito de Santos em 2016, pelo PDT. Presidiu o Conselho Deliberativo do Santos FC.

O jornalista Paulo Schiff escreveu muitos textos para as colunas de esportes e de política do “Povo de Cubatão”, desde a fundação do jornal em abril de 1999. Nessa nova fase de seu relacionamento com o veículo, que mantém a divulgação dos fatos mais importantes de interesse da cidade também nas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), além do próprio site – www.povodecubatao.com.br – Schiff contribuirá para a inauguração de nova fase do jornalismo local e regional.

Boca do Povo – Para marcar essa nova fase, a partir do dia 16 de fevereiro, Paulo Schiff assinará a coluna “Boca do Povo”, e os interessados poderão conferir os bastidores políticos, econômicos, culturais e sociais do Município, bem como as suas conexões e consequências no presente e futuro de Cubatão.

Texto: Raul Christiano | Foto: Boqnews.

Boca do Povo

Lula lá

O ex-presidente Lula não passou perto de Porto Alegre, enquanto os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região – TRF-4 mantinham a sua condenação por 3 votos a zero. Mas a ex-prefeita Marcia Rosa (PT) – na ilustração, enfrentou sol escaldante e chuva torrencial na Capital gaúcha para expressar o seu apoio e solidariedade ao companheiro de partido.

Marcia Rosa não ficou triste com a condenação de Lula. Foto: Facebook.

No tríplex

E a mobilização de Marcia Rosa continua. Em seu perfil no Facebook a ex-prefeita está cobrando de seus companheiros para que não se atrasem neste sábado (27), às 09h00 da manhã, na porta da Igreja Matriz de Cubatão, para que juntos passem o “final de semana no tríplex de Lula”, no Guarujá.

Ficha-limpa?

Pois é, a petista continua firme e forte na defesa de Lula e da candidatura dele a presidência da República neste ano: “O processo não termina hoje (quarta-feira). Ele será nosso candidato a Presidência da República”.

DEM em pauta

Estava reservada ao Democratas – DEM a candidatura a vice de Ademário Oliveira (PSDB), nas eleições de 2016. Mas na reta final, quando uma frente de partidos embarcou no time de Severino Tarcício, o Doda (PSB), os tucanos tiveram tempo, com a concordância da direção local do DEM, de trazer o PTB para compor no seu lugar a chapa que se tornou vitoriosa.

Troco

Interessante é que um ano e poucos meses depois, um grupo forte e representativo do PTB, liderado pelos ex-vice-prefeitos de Cubatão, Arlindo Fagundes Filho e Raimundo Valter Pinheiro, acaba de deixar o partido e se aninhar no DEM. Movimento curioso de isolamento de algumas figuras no PTB, que não teve voto suficiente para eleger um vereador sequer.

Crescimento

Surpreende a notícia da recomposição da direção cubatense do DEM, que passa a ter na presidência, Raimundo Pinheiro; Sérgio Balula, vice; Arlindo Fagundes, secretário-geral; Genaldo Antônio dos Santos, tesoureiro; além de Doutor Adel, Andreia dos Santos, Clodoaldo dos Santos e Rafael Max, como membros.

Janela

O DEM está de olho nos vereadores que, curiosamente, estariam insatisfeitos em suas legendas, e podem mudar de partido na janela que se abrirá no mês de março próximo. Observadores da política acham estranha essa movimentação, porque ela se dá dentro da base aliada do prefeito, que na Câmara Municipal por exemplo, funciona no modo unânime. Os 15 vereadores, do PSDB ao PT, estão com os seus votos controlados pelo prefeito, governando juntos.

Para-choque

Ademário não esconde a alegria de dizer que tem o “para-choque da sociedade” – como se refere aos vereadores e a Câmara – ganhando tempo para dizer a que veio, depois das duas gestões do PT.

Extraordinária

Os vereadores vão se reunir nesta sexta-feira (26), às 11h00, em sessão extraordinária para debater e decidir sobre três projetos de leis elaborados pela equipe do prefeito Ademário Oliveira (PSDB). O primeiro, solicitando autorização para firmar convênio com o Governo do Estado e poder implantar um Sistema de Vigilância Ambiental no Município. O segundo transforma o núcleo educacional Maria Albertina em UME – Unidade Municipal de Ensino, e o terceiro altera o Conselho Municipal de Turismo, ampliando o número de participantes, de 15 para 25 membros, para que a sociedade civil seja representada por 2/3 dessa composição.

CONDEPAC

O Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Cubatão – Condepac está sem funcionamento desde 2014, porque há burocratas instalados na Biblioteca Central, que usam esse órgão para tentar se manter em evidência. Nem a prefeita Marcia Rosa (PT), muito menos o atual Ademário Oliveira, conseguiu tirar o Condepac do ostracismo até agora. Curioso que o órgão está inativo, mas tem assessoria de imprensa ativa e alimenta a mídia e o Ministério Público com as suas denúncias…

Novela antiga

O Condepac não é uma daquelas novelas do “vale a pena ver de novo”, porque o que se espera desse Conselho é que ele seja real e funcione de fato para definir a política municipal de defesa do patrimônio, nas áreas histórica, artística, arquitetônica, arqueológica, arquivística e antropológica do município.

Interessados?

Um novo edital está chamando associações ou entidades civis com ações concretas relacionadas à preservação do patrimônio material e imaterial, para que elas se inscrevam para participar do Condepac. O prazo se encerra no dia 21 de fevereiro e o credenciamento deve ser feito de segunda a sexta-feira, em horário comercial, na sede administrativa da Secretaria de Cultura – Secult (Casa 1 – Parque Anilinas, Centro).

Boca do Povo

Boa notícia

Quem não consegue esconder a alegria, desde a última terça-feira (16), é o ator, diretor e responsável pelo Teatro do Kaos de Cubatão, Lourimar Vieira – na ilustração – com a boa notícia que lhe deu a empresa de logística VLI – Multimodal: o Projeto Evolução de oficinas teatrais a adolescentes e jovens da rede pública de ensino da cidade vai continuar.

Lourimar Vieira tem nome cogitado para ser Secretário de Cultura de Cubatão.

Mais Cultura

Dada a qualidade do projeto, que acontece em Cubatão há 7 anos consecutivos, o Ministério da Cultura aprovou mais uma vez o seu acesso à Lei Rouanet, de incentivo a projetos culturais em todo o país, e, com isso, a VLI pode destinar R$ 199.360,00, possibilitando que a escola do Kaos atenda a 100 cubatenses, a partir dos 12 anos de idade, em atividades de artes cênicas e a realização de 30 apresentações gratuitas previstas para o fim deste ano, como trabalho de encerramento de cursos.

Ligados

Segundo Maria Clara Fernandes Oliveira, gerente de Responsabilidade Social da VLI, “a empresa está atenta às demandas da comunidade e essa parceria é sinônimo disso. O Teatro do Kaos tem história e relevância na promoção da cultura e da cidadania. Não poderíamos deixar essa iniciativa acabar”.

Crise

“Tivemos o apoio da Petrobras durante cinco anos e, no ano passado, contamos com o patrocínio da Copebras. Mas agora, por conta da crise, as empresas afirmam que não lucraram e que, por conta disso, não têm imposto a pagar”, dizia antes dessa notícia positiva, Lourimar Vieira.

SECULT

E por falar em Cultura, o prefeito Ademário Oliveira (PSDB) vem cobrando das suas equipes de gestão a elaboração do projeto de reforma administrativa, que pode definir um novo organograma na Prefeitura. Ouve-se que, se não fundir a secretaria de Cultura com a Educação, a secretaria pode ter outro titular.

Secretariáveis

Para a SECULT, além do vereador do PT, Rafael Tucla, estão cotados Ivan Hildebrando (PSB), vereador também, Edson Carlos Bril (Bombril), Lourimar Vieira, Zélia Trombino, Vanessa Toledo e o ouvidor Dojival Vieira.

Banco do Povo

Não é boa a notícia para os interessados em buscar parcerias com o Banco do Povo, que existe em Cubatão desde novembro de 2001: a Prefeitura cochilou e não renovou o contrato com o Governo do Estado. Desde o dia 1.º de janeiro, o Banco do Povo está impedido de realizar as suas operações na cidade.

Operações?

O Banco do Povo de Cubatão vinha sendo considerado um exemplo de sucesso no volume das operações de empréstimos concedidos a pequenas empresas, pessoas físicas que trabalham por conta própria, profissionais liberais, cooperativas e associações produtivas.

Onde funciona

Com a mudança da Praça Portugal, onde estava em companhia do SEBRAE e do PAT, o Banco do Povo foi procurado pela reportagem do jornal “Povo de Cubatão” e esta coluna foi informada que ele está inoperante, desde 1.º de janeiro, no Poupatempo do Empreendedor, na sede da ACIC. Quem resolve? Será mais uma missão para o super-vice Pedro de Sá?

Vagas federais

Há 240 vagas gratuitas para os cursos de Engenharia de Controle e Automação, Bacharelado em Turismo, Licenciatura em Matemática, Licenciatura em Letras, Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Tecnologia em Automação Industrial, cada qual com 40 vagas, para estudar no Campus Cubatão do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de São Paulo – IFSP.

Como faz?

Para concorrer a uma das vagas, o candidato deve ter participado do Enem 2017 e ter obtido nota na redação diferente de zero. As inscrições dever ser feitas exclusivamente pela internet, no site: http://sisu.mec.gov.br | não há cobrança de taxa de inscrição, de matrícula ou de mensalidade.

UNISANTA

A Universidade Santa Cecília – UNISANTA escolheu uma parceira em Cubatão. Trata-se da Escola Politécnica Cubatão – CIEN, que começa a receber inscrições para os cursos de ensino à distância, com um polo para as aulas e avaliações presenciais muito bem instalado. Fica ali na Avenida Joaquim Miguel Couto, 353.

Informe EAD

As informações sobre os cursos à distância, em faculdades com o padrão UNISANTA, para graduação e pós-graduação, podem ser obtidas pessoalmente ou por telefones: (13) 3361 6065 ou 3372 7272.

Toninho fica

O vereador Toninho Vieira (PSDB) tem agora um programa de rádio onde interage com os seus eleitores e cubatenses em geral. Na última quarta-feira (17), ele recebeu nos estúdios da Rádio Cubatão, o diretor do jornal “Povo de Cubatão”, Raul Christiano. E aproveitou para esclarecer notas recentes publicadas nesta coluna: “não vou sair do PSDB, isto não faz parte dos meus planos”.

Boca do Povo

Agendão

Com uma agenda de fôlego por todo o Estado, o subsecretário de Desenvolvimento Metropolitano do Governo Geraldo Alckmin, Edmur Mesquita – na ilustração, cumpre papel importantíssimo na organização das regiões metropolitanas. Inicialmente havia só a da Baixada Santista, território que ele conhece bem por sua atuação desde os tempos em que atuava no movimento da Pastoral Católica, depois na área estudantil, até se eleger vereador de Santos e deputado estadual pelo PSDB.

O subsecretário de Desenvolvimento Metropolitano, Edmur Mesquita, deve tentar uma vaga à Assembleia Legislativa.

Organizador

A ideia de tirar do papel a nova organização das regiões administrativas, prevista na Constituição Brasileira de 1988, partiu do saudoso governador Mário Covas, quando criou a região da Baixada Santista. Essa iniciativa avançou muito, porque somente dá certo quando os municípios dão as mãos e buscam soluções conjuntas para os seus problemas comuns.

Empenho

Com essa orientação, os governos estaduais que se sucederam – Geraldo Alckmin, agora em seu quarto mandato; José Serra e Alberto Goldman, que inclusive deixaram marcas históricas e grandes realizações em Cubatão – o Programa de Recuperação Socioambiental da Serra do Mar e o Programa Onda Limpa de saneamento da Baixada e do Litoral, as regiões metropolitanas foram institucionalizadas ainda na Grande São Paulo e Campinas.

Não para

Edmur Mesquita se afastou da disputa eleitoral nesses anos para cuidar desse trabalho delicado, de promover o entendimento entre os prefeitos e os agentes públicos e privados em busca de soluções integradas, que ora se estendem ao Vale do Paraíba, Ribeirão Preto e Sorocaba, servindo de ponte entre os governadores e os municípios.

2018

Nos últimos meses, após fazer um balanço positivo desse trabalho, com resultados importantes para que a organização do Estado siga em frente, com exemplos de gestão e conhecimento das mais variadas formas de governar, Edmur Mesquita não esconde a intenção de voltar a se candidatar a deputado estadual. Já avisou ao PSDB que está à disposição do partido, com toda bagagem necessária para fazer a diferença com experiência e vocação para melhorar a vida das pessoas.

Nome de peso

Esta coluna reúne condições de registrar que o nome de Edmur Mesquita é forte para uma disputa política em que o eleitorado não se cansa de negar apoio a uma grande parte dos políticos atuais. Além disso tudo, Edmur tem uma folha de serviços prestados que vai lhe render muitos apoios.

Não gostou

O vereador Toninho Vieira (PSDB) não gostou nada de ver o seu nome envolvido na nota política da “Boca do Povo”, sobre quase ter saído no braço com o Secretário de Segurança e Cidadania, Jefferson Cansou, que é também advogado e seu colega de partido. Mas até agora não negou o fato.

Fraudes

Caiu como uma bomba a notícia de que a Controladoria-Geral da União orientou para o cancelamento do pagamento de 1.664 famílias na Baixada Santista, que recebem o benefício da Bolsa Família. Segundo a CGU, essas familiares declararam renda mensal menor do que a realidade e isso causou um prejuízo de quase R$ 7 milhões ao governo federal.

Cubatão

Das 3.162 famílias cadastradas em Cubatão, 111 são investigadas por fraude e 393 tiveram os benefícios bloqueados.

Quem pode

O programa Bolsa Família atende as famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza. Estão aptas ao benefício as famílias que possuem renda per capita menor que R$ 85,00 ou aquelas que possuem renda per capita de R$ 85,01 a R$ 170,00 mensais, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

IPTU

Os carnês de cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), de 2018, começaram a ser distribuidos na terça-feira (2) e o vencimento da primeira parcela do tributo será no dia 25 de janeiro. O imposto terá um reajuste de 1,83%, referente à variação do Indice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC).

Mês de contas

Serão 26.600 carnês e a distribuição ficará a cargo do Banco Bradesco, que também foi responsável pelos custos de impressão. A distribuição de outros 1.600 carnês de contribuintes – cuja inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Físicas (CPF) não foi fornecida – será de responsabildiade da Prefeitura. Estes contribuintes deverão recolher os tributos nas agências do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Itaú.

Casa da Esperança

É preocupante o impasse para o reinício das atividades da Casa da Esperança em Cubatão, que enfrenta muitas dificuldades para fazer caixa e pagar os funcionários. O presidente do Rotary Clube, Hermes Balula, interventor nomeado pela Justiça, ainda espera que o prefeito Ademário Oliveira (PSDB) cumpra o que prometeu…

Promessa

Foi noticiado na época da transferência de interventores, antes da Secretaria Municipal de Saúde para o Rotary, que a Prefeitura assumiria o passivo trabalhista da casa, estimado em cerca de R$ 400 mil, e retomaria os contratos com a Administração. Quem não está gostando são as mães e pais das crianças desatendidas.